Notícias

180 PPM (passadas por minuto)

Antes do início de um programa de treino – com vista a uma prova ou mesmo com o simples objetivo de começar a correr para melhorar a forma física (no fundo, pela paixão ao km :)) – é muito importante avaliar a cadência da passada.

A maioria dos atletas profissionais de elite apresenta um padrão de corrida semelhante e o grande denominador é mesmo o número de passos por minuto (ppm) ou em inglês spm (strides per minute ou steps per minute).

É, portanto sobre os ppm que iremos falar neste novo artigo do teu Clube, com a ajuda de Bruno Brito, coordenador geral de O2 Life Center.

 

Quantos ppm tem este padrão? 180 ppm.

Poderá haver uma oscilação para valores mais baixos, mas a variação é reduzida.

Uma das grandes vantagens de nos aproximarmos deste padrão é a diminuição do risco de impacto e, por isso, o decréscimo de lesão uma vez que as cargas são menores.

E porquê menores? Ao darmos passos mais largos, a alavanca da perna é menor, o braço de força também e a zona de impacto deixa de ser o calcanhar e passa a ser o meio do pé/terço anterior (ou seja, a parte da frente).

Lembra-te que quanto mais tempo demorares a colocar um pé no chão, mais tempo ele está no ar, logo o seu centro de massa estará mais tempo em fase aérea, e a subir, o que conduzirá a maior peso quando chegar ao chão.

E, de facto, as lesões acontecem quando os pés tocam no chão.

 

A pergunta que se impõe: como melhorar o meu padrão?

Há muitos exercícios possíveis, mas o mais fácil é começares por imaginar que deslizas pelo chão em vez de saltitares e a cada passo tentares colocar o pé por baixo do teu centro de massa e não à frente – o que fará com que corras para a frente, diminuindo a força de inércia e aumentando a cadência.

Portanto, em cada treino do teu Renault Run Club, é importante correres direito, com respiração fluída e com entusiasmo!

Na etapa seguinte, podes cronometrar o saltitar e em 1 minuto tens que conseguir saltitar 180 vezes (180 ppm). Não te esqueças que deves saltitar na ponta dos pés, mas que os calcanhares, na fase final da chegada do pé ao solo, devem tocar o solo.

 

Estas e outras técnicas são defendidas no O2 Life Center, a par de vários autores consagrados como Nicholas Romanov, PhD ou Jack Daniels PhD (ambos altamente reputados no mundo da corrida e responsáveis por vários medalhados olímpicos).

 

Parceiro em destaque

Últimas notícias

Mais notícias